Logo blog

Delivery em Portugal: um setor em crescimento

Delivery em Portugal Uma Experiência Inovadora
O que é delivery?

Delivery é o serviço de entrega de produtos ou serviços ao domicílio ou a outro local. No contexto do transporte, o delivery refere-se à entrega de encomendas, refeições ou outros produtos.

O setor de delivery em Portugal tem crescido de forma exponencial nos últimos anos, impulsionado pelo aumento do comércio eletrónico, da população urbana e da mudança de hábitos dos consumidores.

Em 2022, o valor do mercado de delivery em Portugal atingiu os 1,5 mil milhões de euros, um crescimento de 25% em relação ao ano anterior. Este crescimento foi impulsionado, em particular, pelo aumento das entregas de comida ao domicílio, que representaram 80% do valor do mercado.

O setor de delivery é composto por uma variedade de empresas, desde grandes operadores logísticos até empresas de tecnologia que oferecem serviços de entrega de última milha.

O mercado de delivery de comida ao domicílio

O mercado de delivery de comida ao domicílio é o segmento mais importante do setor de delivery em Portugal. Em 2022, este segmento representou 80% do valor do mercado, com um volume de negócios de 1,2 mil milhões de euros.

Crescimento do setor de delivery em Portugal

O setor de delivery em Portugal tem crescido consideravelmente nos últimos anos, especialmente durante a pandemia. De acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a economia portuguesa está se recuperando da crise do COVID-19, graças a uma ação política rápida e eficaz e a uma campanha de vacinação bem-sucedida. O PIB de Portugal cresceu 4,9% em 2021 após uma queda acentuada de 8,4% em 2020 causada pelo surto da pandemia.

Embora não haja estatísticas específicas disponíveis para o setor de delivery em Portugal, é seguro dizer que o aumento do delivery está diretamente relacionado à pandemia. Com o fechamento de restaurantes e lojas físicas, as pessoas recorreram ao delivery para obter alimentos e produtos essenciais. De acordo com a consultoria McKinsey, o mercado global de delivery de alimentos vale mais de $150 bilhões, tendo mais do que triplicado desde 2017. Nos Estados Unidos, o mercado mais do que dobrou durante a pandemia COVID-19, seguindo um crescimento histórico saudável de 8%.

Embora o delivery tenha se tornado uma opção popular para muitos consumidores, a estrutura económica do setor ainda está evoluindo. Considerações como marca, imóveis, eficiência operacional, amplitude de ofertas e hábitos do consumidor determinarão quais partes interessadas ganham ou perdem à medida que a indústria se desenvolve. Possíveis restrições regulatórias, incluindo possíveis mudanças na remuneração dos motoristas, também influenciarão a reorganização. E embora a indústria tenha experimentado um crescimento explosivo durante a pandemia global, as plataformas de delivery, com poucas exceções, permaneceram não lucrativas .

Links: Ordering in: The rapid evolution of food delivery | McKinsey

Portugal: use post-COVID-19 recovery plan to bolster growth and public finances, says OECD

European Economic Forecast. Spring 2022 (europa.eu)

Principais empresas de delivery em Portugal

As principais empresas de delivery em Portugal incluem a Uber Eats, Glovo, Takeaway, entre outras. Essas empresas têm contribuído para o crescimento do setor de delivery em Portugal, especialmente durante a pandemia. Com o fechamento de restaurantes e lojas físicas, as pessoas recorreram ao delivery para obter alimentos e produtos essenciais.

A Uber Eats é uma das maiores empresas de delivery de alimentos do mundo, com presença em mais de 45 países. A empresa permite que os usuários peçam comida de restaurantes locais e cadeias de fast food através de seu aplicativo. A Uber Eats cobra uma taxa de entrega e uma taxa de serviço para cada pedido.

A Glovo é outra empresa de delivery de alimentos que opera em Portugal. A empresa permite que os usuários peçam comida, bebidas e outros produtos de lojas locais através de seu aplicativo. A Glovo cobra uma taxa de entrega e uma taxa de serviço para cada pedido .

A Takeaway.com é uma empresa de delivery de alimentos que opera em Portugal e em outros países europeus. A empresa permite que os usuários peçam comida de restaurantes locais através de seu aplicativo. A Takeaway.com cobra uma taxa de entrega e uma taxa de serviço para cada pedido.

Essas empresas de delivery de alimentos geralmente operam em um modelo de negócios em que cobram uma taxa de entrega e uma taxa de serviço para cada pedido. As empresas geralmente trabalham com restaurantes locais e cadeias de fast food para oferecer aos usuários uma ampla variedade de opções de comida. As empresas de delivery de alimentos também empregam motoristas independentes para fazer as entregas. Embora o delivery tenha se tornado uma opção popular para muitos consumidores, a estrutura económica do setor ainda está evoluindo. Considerações como marca, imóveis, eficiência operacional, amplitude de ofertas e hábitos do consumidor determinarão quais partes interessadas ganham ou perdem à medida que a indústria se desenvolve. Possíveis restrições regulatórias, incluindo possíveis mudanças na remuneração dos motoristas, também influenciarão a reorganização. E embora a indústria tenha experimentado um crescimento explosivo durante a pandemia global, as plataformas de delivery, com poucas exceções, permaneceram não lucrativas.

Links: Food Delivery in Portugal: Takeaways, Supermarkets, & More that Deliver – Portugalist

Top Delivery companies and startups in Portugal | F6S Companies – Portugal | F6S

Portugal: most funded food delivery startups 2021 | Statista

Desafios e oportunidades do setor:

O setor de delivery em Portugal tem enfrentado vários desafios, incluindo a concorrência acirrada, a logística de entrega e a satisfação do cliente. Com a crescente popularidade do delivery, muitas empresas estão entrando no mercado, tornando a concorrência cada vez mais acirrada. Além disso, a logística de entrega pode ser um desafio, especialmente em áreas urbanas densamente povoadas, onde o tráfego pode ser um problema. A satisfação do cliente também é um desafio, pois as expectativas dos clientes estão aumentando e eles esperam entregas rápidas e precisas.

No entanto, existem várias oportunidades de crescimento e inovação no setor de delivery em Portugal. Uma dessas oportunidades é a adoção de tecnologias avançadas de entrega, como drones e robôs de entrega, que podem ajudar a melhorar a eficiência e a velocidade das entregas. Além disso, a diversificação dos serviços oferecidos, como a entrega de produtos de supermercado e farmácia, pode ajudar as empresas de delivery a expandir seus negócios e atender a uma variedade maior de necessidades dos clientes. Outra oportunidade é a expansão para novas áreas geográficas, tanto dentro como fora de Portugal, para atender a uma base de clientes mais ampla.

Links: Business challenges and solutions in Portugal – The Portugal News

Portugal – Market Challenges (trade.gov)

Impacto económico e social do delivery em Portugal

O setor de delivery em Portugal tem crescido consideravelmente nos últimos anos, especialmente durante a pandemia. De acordo com a **Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE)**, a economia portuguesa está se recuperando da crise do COVID-19, graças a uma ação política rápida e eficaz e a uma campanha de vacinação bem-sucedida. O PIB de Portugal cresceu 4,9% em 2021 após uma queda acentuada de 8,4% em 2020 causada pelo surto da pandemia ¹².

Embora não haja estatísticas específicas disponíveis para o setor de delivery em Portugal, é seguro dizer que o aumento do delivery está diretamente relacionado à pandemia. Com o fechamento de restaurantes e lojas físicas, as pessoas recorreram ao delivery para obter alimentos e produtos essenciais. De acordo com a consultoria McKinsey, o mercado global de delivery de alimentos vale mais de **$150 bilhões**, tendo mais do que triplicado desde 2017. Nos Estados Unidos, o mercado mais do que dobrou durante a pandemia COVID-19, seguindo um crescimento histórico saudável de 8% ⁵.

As principais empresas de delivery em Portugal incluem a Uber Eats, Glovo, Takeaway, entre outras. Essas empresas têm contribuído para o crescimento do setor de delivery em Portugal, especialmente durante a pandemia. Com o fechamento de restaurantes e lojas físicas, as pessoas recorreram ao delivery para obter alimentos e produtos essenciais.

Essas empresas de delivery de alimentos geralmente operam em um modelo de negócios em que cobram uma taxa de entrega e uma taxa de serviço para cada pedido. As empresas geralmente trabalham com restaurantes locais e cadeias de fast food para oferecer aos usuários uma ampla variedade de opções de comida. As empresas de delivery de alimentos também empregam motoristas independentes para fazer as entregas.

O setor de delivery em Portugal tem enfrentado vários desafios, incluindo a concorrência acirrada, a logística de entrega e a satisfação do cliente. Com a crescente popularidade do delivery, muitas empresas estão entrando no mercado, tornando a concorrência cada vez mais acirrada. Além disso, a logística de entrega pode ser um desafio, especialmente em áreas urbanas densamente povoadas, onde o tráfego pode ser um problema. A satisfação do cliente também é um desafio, pois as expectativas dos clientes estão aumentando e eles esperam entregas rápidas e precisas.

No entanto, existem várias oportunidades de crescimento e inovação no setor de delivery em Portugal. Uma dessas oportunidades é a adoção de tecnologias avançadas de entrega, como drones e robôs de entrega, que podem ajudar a melhorar a eficiência e a velocidade das entregas. Além disso, a diversificação dos serviços oferecidos, como a entrega de produtos de supermercado e farmácia, pode ajudar as empresas de delivery a expandir seus negócios e atender a uma variedade maior de necessidades dos clientes. Outra oportunidade é a expansão para novas áreas geográficas, tanto dentro como fora de Portugal, para atender a uma base de clientes mais ampla.

Em relação à sustentabilidade e ao impacto ambiental das entregas, as empresas de delivery em Portugal têm adotado medidas para reduzir sua pegada de carbono. Por exemplo, a Uber Eats lançou um programa de bicicletas elétricas em Lisboa, que permite que os entregadores façam entregas sem emitir gases de efeito estufa. A empresa também está trabalhando em parceria com a Nissan para testar veículos elétricos em Portugal. A Glovo também está comprometida em reduzir sua pegada de carbono, tendo lançado um programa de bicicletas elétricas em várias cidades portuguesas. A Takeaway.com também está trabalhando em parceria com a Nissan para testar veículos elétricos em Portugal.

Links: Prize for Science Impact on Economy and Society in Portugal – FCT

FCT — Science Impact on Economy and Society Award in Portugal

Portugal: Policies for a Strong Economy (imf.org)

Portugal: Immigrants have a positive impact on the country’s economy | European Website on Integration (europa.eu)

Tendências futuras: Finalize seu artigo discutindo as tendências futuras do setor de delivery em Portugal

O setor de delivery em Portugal tem crescido consideravelmente nos últimos anos, especialmente durante a pandemia. Embora não haja estatísticas específicas disponíveis para o setor de delivery em Portugal, é seguro dizer que o aumento do delivery está diretamente relacionado à pandemia. Com o fechamento de restaurantes e lojas físicas, as pessoas recorreram ao delivery para obter alimentos e produtos essenciais.

Embora o setor de delivery em Portugal tenha enfrentado vários desafios, incluindo a concorrência acirrada, a logística de entrega e a satisfação do cliente, existem várias oportunidades de crescimento e inovação no setor. Uma dessas oportunidades é a adoção de tecnologias avançadas de entrega, como drones e robôs de entrega, que podem ajudar a melhorar a eficiência e a velocidade das entregas. Além disso, a diversificação dos serviços oferecidos, como a entrega de produtos de supermercado e farmácia, pode ajudar as empresas de delivery a expandir seus negócios e atender a uma variedade maior de necessidades dos clientes. Outra oportunidade é a expansão para novas áreas geográficas, tanto dentro como fora de Portugal, para atender a uma base de clientes mais ampla.

Em relação às mudanças nas preferências dos consumidores, é provável que os consumidores continuem a valorizar a conveniência e a rapidez das entregas. Além disso, a sustentabilidade e o impacto ambiental das entregas podem se tornar uma preocupação crescente para os consumidores, o que pode levar as empresas de delivery a adotar práticas mais sustentáveis.

Em termos de regulamentações governamentais, é possível que haja mudanças na remuneração dos motoristas e nas taxas de entrega, o que pode afetar a estrutura económica do setor. Além disso, as empresas de delivery podem enfrentar regulamentações mais rigorosas em relação à segurança alimentar e à privacidade do consumidor.

Links: A empresa de transportes do futuro | Deloitte Portugal

E-commerce in Portugal – statistics & facts | Statista

Market Research Portugal (euromonitor.com)

Portuguese startups in 2022: what trends to expect | EU-Startups

Hashtags:

#delivery
#deliveryportugal
#comidaaodocilio
#ecommerce
#logistica
#pandemia
#oportunidades
#impactosocial
#tendencias

Facebook
WhatsApp
Email
Pinterest
LinkedIn
Twitter
Print

Produzido por i9onlinewebsite ®